Próxima parada: Santiago

Santiago é uma dessas cidades que você pode passar o dia inteiro andando e não se cansar de ver algo interessante. Desde a primeira vez que visitei a capital do Chile em 2012 fiquei me perguntando quando voltaria. Claro que uma visita de dois dias não é algo que chamo de voltar, mas foi o suficiente para conhecer mais um pouco, rever e fazer novos amigos.

Dessa vez fiquei hospedado no Hostel Plaza de Armas, localizado no sexto andar de uma galeria que fica bem de frente a Plaza de Armas, com uma vista perfeita para a mesma.
santiago chile mochilao

Uma voltinha pelo centro, um café ali, um pollo y papas aqui e era hora de conhecer o famoso Cerro San Cristóbal, visita esta que ficou faltando na viagem passada à capital chilena.

Após uma caminhada de uns 25 min da Plaza de armas passando pelo bairro universitário Bella Vista, finalmente cheguei ao Parque Metropolitano de Santiago (Cerro San Cristobal).

Lá de cima pode se ver a cidade inteira e admirar um pouquinho parte da Cordilheira dos Andes que rodeia a cidade de Santiago.
santiago chile mochilao santiago chile mochilao santiago chile mochilao
Após aproximadamente uma hora de uma bela vista e muita calma, era tempo de ir morro abaixo, caminhar mais 30 minutos e encontrar uma amiga chilena.

Às 19h30 me encontrei com Carolina, uma chilena muy buena onda que conheci em San Pedro de Atacama em 2012, junto com seu namorado Rodrigo e sua amiga Camila na estação de metrô Cal y Canto. De lá fomos para a La Piojera, um característico bar chileno no maior estilo botecão onde poucos turistas vão, nos encontrar com a amiga Barbara e tomar o famoso Terremoto, que é uma típica bebida chilena feita com vinho, fernet e sorvete. Acredite-me, após dois desses da pra ficar bem bêbado.
santiago chile mochilao
O papo sobre viagens e Copa do Mundo regado a terremoto e papas fritas tava muito bom, mas infelizmente tive que sair correndo para o aeroporto pegar o tão esperado voo de 13h do Chile pro outro lado do mundo. Próximo destino: Nova Zelândia!
santiago chile mochilao

Post Anterior
Próximo Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »